05 Mitos sobre Som Automotivo

Caixas Acústicas x Subwoofer

Hora de instalar o som no seu automóvel, você pergunta para um amigo que tem som em seu carro, e ele te diz:
“- Cara, eu tenho uma caixa selada é só você comprar o subwoofer que te dou a caixa.”
e assim vamos ao primeiro mito:

Mito 1 – Caixas “prontas” servem para qualquer subwoofer que caiba nelas.

Um erro comum que muitos cometem, cada subwoofer possui especificações técnicas que devem ser seguidas, uma caixa bem projetada chega a render de 50% a 500% a mais do que uma caixa qualquer.
Por isso, busque sempre caixas prontas (com subwoofers), ou tenha a certeza que o profissional vai desenvolver uma caixa compatível com o subwoofer.
Na Foxer, temos caixas seladas projetadas especificamente para os subwoofers confira aqui.caixa-selada-foxer

Mito 2 – Subwoffer com imã pra fora (imã invertido) tem desempenho inferior em relação aos outros modelos com imã interno.

Não é melhor nem pior, o subwoofer com o imã invertido tem o mesmo desempenho, afinal o subwoofer é um dipolo acústico (emite som nos dois polos).

Mito 3 – Subwoofer de 1000 Watts é melhor que o de 500 Watts.

Subwoofers possuem inúmeros parâmetros de indicações sobre o seu desempenho, sendo que a potência suportada é apenas mais uma indicação.
A diferença entre 1000 Watts e 500 Watts é de exatos 3dBs.
Ou seja, com o som tocando dentro do automóvel, isso pode ser totalmente irrelevante.

Mito 4 – Subwoofer de 15” é melhor que o de 12”

Não é bem assim, tudo dependo do tamanho porta-malas no qual o subwoofer é instalado. O Sub de 15” necessita de uma caixa bem maior que um de 12”, portanto necessita também de de um porta-malas compatível.
O importante em um som automotivo não é o tamanho do sub, e sim a correta litragem da caixa, para obtenção e um melhor desempenho.

Mito 5 – Vou gastar todo meu dinheiro em um Subwoofer e alto-falantes de boa qualidade

Não é bem por aí, se faz necessário que os alto-falantes e subwoofer tenham um amplificador (ou módulo) para que ele possa extrair o máximo da capacidade desses alto-falantes e subwoofer, o que por vez, também necessita de uma bateria compatível com as necessidades.
Isso também depende da capacidade do aparelho de som, ou seja, não adianta ter somente alto-falantes potentes se o módulo não vai conseguir “acompanhá-los”.